Vende-se um terreno 10x20 na Rua do CAIC, rua asfaltada. Uma ótima oportunidade! 73 98816 0375

Publicidade

segunda-feira, 9 de janeiro de 2023

Chesf se defende de ação judicial, assegurando que vazão foi correta

São mais de 53 mil KM² de água represada, a Chesf acumulou mais de 93% da capacidade


Segundo informações do site  Bahia Notícias,  após o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA), no Plantão Judiciário, na terça-feira (3), determinar que a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) deverá apresentar imediatamente planos de segurança, de contingência e de recuperação das áreas afetadas pelo desastre decorrente das falhas na administração da Barragem da Pedra, na região do Município de Jequié, a empresa emitiu nota informando que fará isso dentro do prazo legal.

“Eletrobras Chesf esclarece que vai apresentar sua defesa no prazo legal, demonstrando que a operação realizada no Reservatório da Usina da Pedra, na Bahia, foi correta e necessária, considerando as intensas chuvas ocorridas nos dias 24 e 25 de dezembro de 2022. Informa também, que irá apresentar, no prazo legal, o recurso cabível contra a decisão judicial proferida”, diz nota.

No documento, a Chesf ainda reafirmou que “a operação obedeceu aos procedimentos de segurança, reduzindo as consequências das fortes chuvas ocorridas. Sem a operação correta do reservatório, a vazão nas comunidades a jusante da barragem teria chegado a 4.500 metros cúbicos por segundo, muito superior aos valores observados, com impactos ainda maiores para a população.O vertimento realizado foi necessário para conter a vazão dentro dos limites verificados e para evitar que a barragem entrasse em estado de emergência”.

No dia 26 de dezembro de 2022, o Rio de Contas registrou uma das maiores cheias de sua história. De acordo com a Chesf, o reservatório da Usina Hidroelétrica da Pedra, localizada em Jequié, teve afluência média de 3.100 metros cúbicos por segundo (m³/s) no dia 25 de dezembro.


Nenhum comentário: