Vende-se um terreno 10x20 na Rua do CAIC, rua asfaltada. Uma ótima oportunidade! 73 98816 0375

Publicidade

segunda-feira, 16 de janeiro de 2023

Sinjorba repudia agressão a equipe da Record




O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia emite nota de repúdio e se solidariza com a repórter Tarsilla Alvarindo, o cinegrafista George Luiz e o motorista Marcos Oliveira, da TV Record Itapoan, agredidos na manhã desta segunda-feira (16), enquanto cobriam, ao vivo, um acidente de trânsito em Salvador. A agressão foi filmada e registrada por uma equipe da TV Bahia que também fazia reportagem sobre o acidente.

O fato ocorreu na Avenida Orlando Gomes, no Bairro da Paz, em Salvador, por parte de dois homens de identidades não divulgadas. Os jornalistas gravavam uma reportagem sobre a morte de um motociclista, ocorrida pouco antes, no viaduto próximo. Ao chegarem ao local, a repórter Tarsilla Alvarindo e equipe foram advertidos por um terceiro homem, que se identificou como familiar da vítima, para que não realizassem a filmagem de perto.

A equipe concordou, ficou atrás da barreira montada pela Transalvador, e a repórter gravou o texto sem citar o nome da vítima, dado que ainda é desconhecido. Subitamente, os dois homens, que também seriam próximos da vítima, se aproximaram, entraram em discussão com os jornalistas, agredindo os três profissionais verbalmente, sendo que um deles aplicou um soco no rosto de Tarsilla Alvarindo. Os acusados foram presos e conduzidos para a Delegacia de Itapuã, onde poderão ser autuados por agressão.

Fórum estadual – Trata-se do segundo caso de agressão e ameaça a equipes jornalísticas em cinco dias, no início de 2023, só em Salvador. Após o episódio ocorrido na semana passada, desta vez com uma equipe da TV ARATU, o Sinjorba, a Associação Bahiana de Imprensa (ABI) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) decidiram constituir um fórum estadual para acompanhar e prevenir os casos de violência e assédio contra jornalistas no exercício do trabalho profissional. “Agora, com mais esta ocorrência, a iniciativa se mostra mais urgente”, reforça o presidente do Sinjorba, Moacy Neves.

O Sinjorba e a ABI vão se reunir com Ministério Público do Trabalho, Ministério Público do Estado da Bahia, Tribunal de Justiça da Bahia, Secretaria de Segurança Pública, Polícia Militar, Ordem dos Advogados do Brasil, Assembleia Legislativa, Defensoria Pública, entre outras autoridades, e representantes dos veículos, para pedir providências urgentes para preservar a segurança dos jornalistas na atividade profissional.


Por sugestão da presidente da Fenaj, Samira de Castro, imagens da agressão serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual para reforçar a denúncia.

Nenhum comentário: